Você é você.


. . . Entre Ilusão e Realidade. Aonde você está? Quem somos realmente afinal? Se vale a pena viver não sei. Mas será uma jornada épica!

Seguidores

17/12/2012

Episódio 11



Aqui terminou a décima Parte dos Episódios.
A coisa esquenta agora, mas ela ainda tem o que se contar antes de prosseguir.
É recomendado que quem leu até aqui, procure ouvir as músicas compostas para show.
Explorando' o mundo através de alguns Heróis Arcanos, Jeffrey' musicará sua jornada por ordem do Caos, e Isabelle irá posar entre os seus em deleitosas sessões de pintura.


  1. Inicio Nuclear, Fim Atômico

Tecnologicamente incorreto, seus passos robotizados, desejados...
Mas por aqui, completamente desnecessários...
Respirando Oxigênio, Exalando Gás Carbônico.
Você vive no perfeito mundo, aonde máquinas fazem o trabalho de plantas.

Luane permanecera em sua cabana, na floresta perdida, ...se perdendo em um de seus caminhos.
Jeffrey, incubido de encontrar os não-encontráveis, se distanciou saltitante para cumprir sua derradeira tarefa.
Scared Crow, com sua "barraca armada" marcou o ponto inicial a partir do cemitério, á frente, aonde seria erguido o Palácio do qual Isabelle desejara.

Dangebo, a figura que muitos conhecem, mas ninguém apresenta, delimitou uma area satisfatoriamente grande o bastante para agradar nossa Princesa, e assim, ele sentou-se, e passou a receber de cada animal que se aproximava, um pouco de matéria natural.

Estes materiais, variando de Ossos, Galhos, Tecidos, Pedras, e toda sorte de objeto que os animais podiam trazer, tomavam formas nas mãos da Múmia, que deles criava bonecos, e os bonecos iam se empilhando, conforme a Múmia habilidosamente criava mais e mais, e quando 3 bonecos eram criados, o trio se dava a mão, e ganhava vida, com um Sopro de Isabelle.

Tais criaturinhas, baseadas em uma canção de Jeffrey, iniciavam sua árdua tarefa: Construir um Palácio, gigantesco e maravilhoso. Daqueles que de tão belos, nunca existiram, e se existiram, foram em Sonhos.... A realidade era um sonho de muitos.

  • Estou aqui nesta colina, ás minhas costas o cemitério. Para lembrar a todos o valor de suas conquistas materiais. Ao lado, meu desejo, e minha ordem, como Princesa Rainha, da qual minha única Rainha á quem obedeço, é a Mãe Terra... A natureza e sua cadeia inteligente de pensar e sentir... O Sangue sempre será derramado dos insanos violentos sem sentimento de justiça, aqueles que se dão á torturas sádicas e jogos perversos, e não á ideiais máximos da eutanásia á morte misericordiosa. Os jogos humanos comprometeram minha carne na Terceira dimensão, alguns chamam ela de Isadora, não lembro nem mais seu nome, mas está lá na Central Psicose apenas por abandono de pais, estas anoréxicas doentias vieram para a mãe matar com lágrimas, não com abandono do ser alheio.

    A Princesa discursava e o Palhaço tomava atenção.

    - TODOS! OLHEM PARA MIM! EU sou o palhaço, eu sou palhaço! HAAHAH!/

    Vocês quem são? ... * O Palhaço Saca dois Sabres com os dizeres na lâmina: Decapitadores * ou quem não quer ser, brincar de malabares irá?!

    Os personagens, estatecidos, olhavam.

    Atrás Ed e seus morinbundos, passados, como se não tivesse entendido nada do que fora dito.

    O Espantalho, tímido, rodava no próprio eixo de sua perna presa na terra... ou quisera ele rodar por outro eixos Axis X... achou estar muito Y.

    A Bruxa, ao longe, na floresta, sentia, ouvia mentalmente, ela tinha suas bolas de cristais.

    Porém, ensandecida vinha Valerie, dócil e delicada trazendo pela mão uma mocinha super tímida com vestimentas adequadas á uma mecânica...

    Então, se aproximava do chão abaixo de seus pés uma vibração acalorada de danças e desilusões... um lugar para chamar de lar.

    Nossos personagens olhavam entre si, sem expressão, ninguém sabia o que fazer.

    Isabelle, delicadamente ajeita a alça de seu vestido no ombro direito, toma espaço de seu cabelo na testa, e deixa escapar um sorriso.

    Seus olhos vagam, horizonte em linha sigo, em arco existo.
    Minha roupa, para minha ocasião, e ketchup e coração.
    Substâncias voláteis insápeis e libidinosas derretem o necessário.
    Dissolvem-se as ilusões, erguem-se as pilhas...

    Nada passou de uma pilha de lixo na minha cabeça.

    E o lixo se acumulou, se tornou uma colônia de cupins.... muitas pessoas queriam viver lá.

    Impassível, gigantesca, grandiosa.
    A Deusa Isabelle, via, do Monte Alimpo, docilmente aceitou a fantasia.

    A Epilepsia procurava um lugar devolta para o lar, ela se projetava nos pequenos: "homenzidus" ... os tratantes eram elásticos,moles,e era divertido ver quando eles rolavam no monte de pilha de lixo em lugares estúpidos de cair... mal sabiam.
    Na verdade, Isabelle tinha se concentrado por muito tempo, isso deu a ela uma cortina negra, e a Valerie foi a moçoila que mais acatou a idéia!!!

    Scaredy encarava uma abóbora na pilha de lixo, com garfo e faca, mas se perguntava como obter fogo a partir daquele monte de coisa que era tanta coisa, que se você deixar de ler por três meses, retorne, tudo que pensastes está lá, mas só 27%, se esforce, obtenha dicas, parece que vc é vinte e cinco por cento cego de um olho, q é o unico q funciona... use o tato. ;D

    Pois não, as peças deste quebra-cabeças eram divertidas de montar!!! Espelhos Estilhaçados feitos de papel marechal! Era oh, mó lecal.

    [...]

    Assumo que só eu falo, como se espantalhos pudessem falar.... ehehe, valeu a pena Jeffrey me dar um de seus antigos módulos de voz! YAHOOO

    ....Qrkkkktizzzzzzzzzzzzz, * movimento hidraulico * ... não simulação de sons de humanos pertos da morte e perder os membros.

    Login: ??????
    Hã?! Que porra é essa, porque tem um olho observando minha abóbora??!?!?!

    Login: ERROR / . > Type Guest User...Err... tipo, u q!?!? Errô tipi gueste uzer?!?!? SIIIM!! \o Na abóbora...

    ... vc entende? * aponta pra abóbora *
  • Scanning, ... Object food... start protocol util element tetraedro ... skill : cook 44$ rape for don't know what road she takes... oh little honey...Comecei a entender agora!!! Você funciona por transferência, lembra um animal na verdade... Pois veja, é funcional, não teriamos essa abundancia grotesca não fora o que estamos acostumados não fosse sua presença por terem trago tanto lixo.

    Identification, i'm like a fuckin' GARBAGE!" CYRBAIT Sou uma isca de metal, bata em mim, mas favor, give me reaper', pleasant'ly
    ... não tenho razões para viver.
    Quem tem robo...quem tem. Dancemos loucamente!!! Nossas varas refletem o Cemitério, pois veja, você é novidade!!! Como um bebê!


    ... Ninguém vai te adotar.

    Vish, sem chance... Agora, se você tiver um uniforme francês de empregada, ficaria interessante mylord... Podes ser andrógino, num liga, qual time u curintia joga?Senhores, recebo mensagens direcionadas á vocês, palhaço seu espantalho, que vocês são dois viadinho, bateu e robo, seus cretinos, parem de existir!!!
    Hoje em dia não vale nada ter um centavo, alguém para me consertar, eu observei os olhos do meu predador, senti sua ira e monotonia.

    Seus sonhos iguais os meus, artificiais... não! Vim aqui, porque tenho problemas com a realidade.
    AMAWMWHWAHWAHWA, Papo de neurótico! Belo! UM Palhaço Curado, Um Espantalho Espantado e agora um Robô com Noção de Realidade... me poupe.

Nenhum comentário: